Artigo de Blogue

Todos os Artigos

Dia #2: Narrativas pessoais do Médio Oriente em Emotional Landscapes

Esta primeira edição do Queer Porto propõe dois programas de curtas-metragens, sendo o primeiro, intitulado Emotional Landscapes, exibido neste segundo dia de festival, na mala voadora, às 19h30. Deste programa fazem parte quatro curtas-metragens. Narrativas pessoais não raramente amorosas que têm tanto de íntimo como de intenso e inquieto e que são contadas contra as paisagens de um Médio Oriente que toma aqui forma nas cidades de Beirute, Ramallah, Jerusalém, Telavive, e Istambul.

Já antes apresentada no Queer Lisboa 15, Tomorrow Everything Will Be Alright, de Akram Zaatari, simula uma conversa online entre dois ex-amantes que se desenrola à nossa frente no papel texturado de uma máquina de escrever.

Mondial 2010, de Roy Dib, é filmado de câmara na mão em registo de captação amadora, e aquilo que pode à primeira vista parecer um documentário é no entanto uma hábil ficcionalização e construção de uma narrativa impossível de acontecer na realidade: a viagem de dois cidadãos libaneses a Ramallah, na Palestina.

Um olhar sobre a viagem que Mirna Bamieh fazia regularmente, de 2011 a 2013, entre Ramallah, Jerusalém e Telavive, Story of I and Other Suggestive Landscapes explora as passagens físicas e mentais moldadas pela geografia, pela história e pela política, e as relações de poder nessas três cidades.

Com base nas longas temporadas de James Baldwin em Istambul nos anos 60 e 70, Off-White Tulips explora os limites de uma autobiografia recorrendo maioritariamente a materiais e objetos encontrados, tais como as fotografias de Sedat Pakay.