Artigo de Blogue

Todos os Artigos

Extensão do Queer em Coimbra



Com um conjunto de propostas que acreditamos aliciantes e inovadoras, a 19ª edição do Queer Lisboa – Festival Internacional de Cinema Queer, continua a acompanhar a surpreendente, irreverente e não raras vezes vanguardista cultura queer, que tem tido no cinema um dos seus mais interessantes e assertivos veículos de expressão. Exemplo disso são os dois títulos escolhidos para a extensão do Queer Lisboa ao Teatro Académico de Gil Vicente.

Parte da Competição de Longas-Metragens, Amor Eterno, do catalão Marçal Forés volta a reinventar o filme de adolescentes. Com claras referencias a Gus Van Sant, Larry Clark ou David Lynch, Forés vai beber do rigor formal do primeiro, à representação livre da sexualidade adolescente de Clark e à criação de um universo onírico fundado em referentes hiper-realistas, do cinema de Lynch. A tudo isto, Forés acrescenta ingredientes do filme de vampiros. No que começa como um poema à juventude e à liberdade sexual – à pansexualidade, mesmo – o realizador constrói uma narrativa isenta de qualquer julgamento moral, explorando livremente os limites do desejo, bem como uma certa amoralidade e cinismo que fazem parte da adolescência, tornando este 

Parte da Competição do recém-inaugurado Queer Porto, apresentamos em Coimbra também o documentário Regarding Susan Sontag, de Nancy Kates. Apesar de hoje ser consensual o seu estatuto de ícone da cultura norte-americana, em vida Susan Sontag reuniu tudo menos consensos: o movimento feminista não viu com bons olhos o modo como usou a sua beleza para atingir objetivos; a comunidade gay nunca perdoou a sua tardia e tímida saída do armário; e a elite intelectual da época nunca perdeu uma oportunidade de a relembrar de que era mulher. Nancy Kates presta agora justa homenagem a este nome maior que alterou o paradigma contemporâneo de olhar-se a arte e o mundo na segunda metade do século XX. Sendo difícil acrescentar imagens ou informação a uma vida tão amplamente documentada e difundida, Kates tem o mérito de construir um filme complexo e exaustivo, trazendo nova luz a aspetos mais obscuros da sua vida – dá-nos a conhecer as suas muitas amantes e o restrito núcleo familiar -, sem nunca cair num academismo óbvio, antes atenta à linguagem do cinema. A imagem, afinal, foi o que sempre fascinou Sontag.

(João Ferreira, Diretor Artístico do Queer Lisboa)


INFORMAÇÕES ADICIONAIS

Data:
Terça-feira dia 10 de Novembro de 2015.

Horários:

  • 16h30: Debate com João Ferreira (Diretor Artístico do Queer Lisboa e Queer Porto) e Ana Cristina Santos (Centro de Estudos Sociais - UC)
  • 18h30: "Regarding Susan Sontag", de Nancy Kates (V.O. inglesa sem legendas)
  • 21h30: "Amor Eterno", de Marçal Forés (V.O. catalã legendada em inglês)

Faixa etária:
Maiores de 16 anos.

Preçário:

  • Bilhete normal: 4,00 €
  • Bilhete 2 sessões: 5,00 €
  • < 25, Estudante, > 65, Grupo > 10, Desempregado, Parcerias: 3,00 €