Júri e Convidados

Lista

Juri

  • Ágata Pinho

    Atriz / Portugal

    Ágata Pinho (Porto, 1989) é formada em Teatro pelo Balleteatro e pela ESTC - Escola Superior de Teatro e Cinema (2010). Em cinema, trabalhou com Alexander David, Guilherme Daniel, Cláudia Clemente, Joana Linda, Gabriel Abrantes, Cláudia Varejão, Miguel Clara Vasconcelos, Rui Falcão, entre outros. Em teatro, a sua primeira criação, O Fosso dos Heróis, com encenação, dramaturgia e interpretação própria, estreou em 2015, numa coprodução Teatro Nacional D.Maria II / Festival Temps d’Images. Em 2016, estreou NOVA CRIAÇÃO, também com encenação, dramaturgia e interpretação própria, a par de outras colaboradoras, estreado na temporada 2016/17 do TNDMII.

  • Da Mata

    Artista & Curador / Portugal

    Da Mata é artista, curador e historiador da arte da performance, membro fundador da Cia. Excessos e da eRevista Performatus, e organizador da Mostra Performatus. Atualmente, é mestrando em Artes Plásticas/Escultura e especializado em Práticas Artísticas Contemporâneas pela Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto, em Portugal. Na Faculdade de Letras dessa mesma universidade, licenciou-se em História da Arte. Principais curadorias: “MOSTRA PERFORMATUS #2”, Sesc Santos, Santos, Brasil, 2017; “Trabalha­dores do Cu”, Espaço de Intervenção Cultural Maus Hábitos, Porto, Portugal, 2015; “Suzana Queiroga: ÁguaAr”, CAAA, Guimarães, Portugal, 2015; “MOSTRA PERFORMATUS #1”, Central Galeria de Arte, São Paulo, 2014.

  • Didier Roth-Bettoni

    Jornalista / França

    Jornalista e historiador, Didier Roth-Bettoni colabora com inúmeros meios da imprensa cultural e da imprensa gay. Especialista em representações da homossexualidade, é o autor de várias obras desta temática, de entre as quais L'Homosexualité au cinéma (La Musardine, 2007), Le Cinéma français et l'homosexualité (Danger Public, 2009), Sebastiane ou saint Jarman, cinéaste queer et martyr (ErosOnyx, 2013) e Les Années-sida à l’écran (ErosOnyx, 2017). Em 2018, produziu Quand la création raconte le sida, uma série de quatro documentários para a France Culture.

  • Esra Özban

    Diretora Artística / Turquia

    Esra Özban licenciou-se em Economia e Estudos de Cinema pela Universidade Bogazici, em 2012. Completou o mestrado em Estudos de Cinema na Goldsmiths College, da Universidade de Londres. Trabalha como programadora e coordenadora do Pink Life QueerFest, desde 2014. Esra também dá aulas de cinema nas Universidades Bilkent e TED e é membro do recém-fundado Coletivo Atina.

  • Fernando Galrito

    Diretor Artístico / Portugal

    Fernando Galrito tem o curso de Cinema, Animação e Teatro. Mestre em Antropologia e Cultura e Novas Tecnologias. Conclui o seu doutoramento. Em 2000 fundou e é o diretor artístico da MONSTRA | Festival de Animação de Lisboa. Ensina na Escola Superior de Arte e Design | ESAD.CR (Portugal) e é professor convidado em universidades da Europa, América, Ásia e África. Realizou filmes de animação, documentários e vídeos exibidos e premiados em festivais nacionais e internacionais. É autor de projetos transdisciplinares que colocam em diálogo a animação, o teatro, a dança e as artes plásticas.

  • Hugo van der Ding

    Autor / Holanda

    Hugo van der Ding nasceu em Amesterdão nos finais dos anos 70 ou 80 mas vive em Lisboa. É o autor, entre outras, das tiras de A Criada Malcriada e da página de Facebook Cavaca Para Presidenta. Tornou-se também cartoonista, cronista, escritor, autor de teatro, ator, realizador de animação, apresentador de televisão, youtuber, e mais umas coisas dentro do género. Apesar disto tudo, não é uma celebridade daquelas a quem pedem autógrafos na rua. Mas uma vez, na Tanzânia, disseram-lhe: “Tenho um vizinho português em Dar es Salaam que conhece o teu trabalho”. Ah, e entra de borla no Lux. O que não deixa de ser notável, para alguém que mal acabou o liceu.

  • Leonor Silveira

    Atriz / Portugal

    Leonor Silveira licenciou-se em Relações Internacionais pela Universidade Lusíada, e possui uma pós-graduação em Direito da Cultura e Património Cultural pela Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa. A sua carreira de atriz inicia-se no cinema em 1989, com o filme Os Canibais de Manoel de Oliveira, tendo desde então trabalhado em todos os projetos deste realizador, sendo o seu último trabalho como Sofia no filme O Gebo e a Sombra. Trabalhou também com outros realizadores, nomeadamente Luís Galvão Telles, Joaquim Pinto, Paulo Rocha, Vicente Jorge Silva, João Nicolau, João Botelho e Sérgio Tréfaut.

  • Liad Hussein Kantorowicz

    Performer / Alemanha

    Liad Hussein Kantorowicz é performer, ativista, e perpétua migrante. Trabalha na des-exotização e desmistificação das posições dos chamados degenerados sexuais ou políticos. Começou por coreografar e interpretar intervenções de rua e performances nos anos de formação da cena queer Israelo-Palestina e demonstrações na Faixa de Gaza, Palestina, antes de se mudar para Berlim em 2010. Em palco, move-se entre o uso do seu corpo como arma e o tratamento do mesmo como uma tela onde plasma as suas próprias vulnerabilidades. Performances anteriores incluem: Watch Me Work (2012), Running/The Better Half (2015) Terrorist Superstars (2016), A Bit of Peace (2017).      

  • Margarida Leitão

    Realizadora / Portugal

    Margarida Leitão formou-se em montagem de cinema e é mestre em Desenvolvimento de Projeto Cinematográfico, na especialidade Dramaturgia e Realização, pela Escola Superior de Teatro e Cinema (ESTC). Além de se dedicar à realização, trabalha regularmente como montadora e anotadora. Atualmente é professora na área da montagem na ESTC, e do documentário na ETIC. Realizou várias curtas-metragens de ficção e documentários que foram exibidos em festivais por todo o mundo e na televisão. O seu filme, Gipsofila, além de outros prémios, recebeu o Prémio Especial do Júri no Festival Internacional de Turim.

  • Maria Leite

    Atriz / Portugal

    Maria Leite é licenciada em Ciências da Comunicação pela FSCH (2007-2010). Frequentou a licenciatura em Teatro, na ESTC. Foi membro do GTN (Grupo de Teatro da Nova, 2007) e começou a trabalhar em cinema com Pedro Caldas, em Guerra Civil (2009). Atriz e videasta no Teatro da Garagem (2012-2015), integrou recentemente o elenco de A Constituição e Sócrates tem de Morrer, escritos e encenados por Mickael de Oliveira (2017), e Pulmões (2018), de Luís Araújo. Cocriou A Vila (2017), com Eduardo Breda, e Cassiopeia (2018), com Miguel Graça. Em cinema, integrou recentemente o elenco de Diamantino, de Gabriel Abrantes e Daniel Schmidt, e Les Traducteurs, de Régis Roinsard. É aluna no mestrado em Arte Multimédia, FBAUL.

  • Marta Fernandes

    Distribuidora / Portugal

    Marta Fernandes é responsável pela Distribuição e Marketing da MIDAS Filmes desde agosto de 2008. Trabalha em cinema há mais de 15 anos. Primeiro na Atalanta Filmes, onde foi responsável pelas estratégias de comunicação e marketing de mais de duzentos filmes, e depois no IndieLisboa, onde foi Produtora Executiva. Trabalhou como jornalista e foi membro da equipa de investigação do OBERCOM - Observatório da Comunicação. Licenciada em Ciências da Comunicação pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, e mestre em Cinema. Pós-graduada em Gestão Cultural e Discursos e Culturas Emergentes – Da Crítica à Arte.

  • Paula Arantzazu Ruiz

    Jornalista / Espanha

    Paula Arantzazu Ruiz (Barcelona, 1979) é doutorada em Estudos de Cinema pela Universidad Pompeu Fabra (Barcelona) com uma tese sobre os artistas Yervant Gianikian e Angela Ricci Lucchi em relação aos pioneiros filmes médicos e às conferências no departamento de Ciências Médicas da Universidade de Castilla-La Mancha. É a responsável pela assessoria de imprensa do (S8) Mostra de Cinema Periférico da Corunha, e escreve sobre cinema na SensaCine, entre outros media espanhóis. Viaja muito e gosta de ocupar os tempos livres a imaginar como pode fazer com que a sua banda Pilots in the Sky alcance o estrelato. 

  • Ricardo Teixeira

    Ator / Portugal

    Ricardo Teixeira é cofundador do Coletivo SillySeason no qual realizou as curtas-metragens Frei Luís de Sousa (Prémio para Melhor Curta-Metragem Portuguesa do Queer Lisboa) e Antígona. Protagonizou o filme Al Berto, de Vicente Alves do Ó, que tem marcado presença em vários Festivais Nacionais e Internacionais (Prémio do Público de Melhor Filme no Festival de Cinema de Rouen, França). Foi vencedor na Categoria de Melhor Ator Principal nos Prémios Áquila, pelo seu desempenho no filme Al Berto. Participou no projeto internacional Taburopa onde trabalhou com o diretor Arco Renz na Alemanha, Polónia, Bélgica e Lisboa.

  • Rob Eagle

    Realizador / Reino Unido

    Rob Eagle é produtor e realizador de documentários, áudio e realidade virtual. O seu trabalho explora a convergência de histórias de não-ficção, teatro imersivo e instalações de arte interativas. Em 2018, os seus documentários áudio interativos para a A Mile in My Shoes foram apresentados no Reino Unido e Nova Iorque e o seu mais recente documentário, ’69’, sobre o mais antigo grupo gay de fetiche da Europa, estreou na Tate Britain.  Está neste momento a desenvolver um doutoramento na University of the West of England onde usa tecnologia iterativa e imersiva na representação de experiências transgénero e genderqueer.  

  • Rui Filipe Oliveira

    Produtor / Portugal

    Nasceu em Lisboa, em 1962. De 1979 a 1982, colaborou em alguns trabalhos de televisão e cinema em diversas áreas técnicas. Após a conclusão da licenciatura, na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, foi professor do ensino secundário. Em 1988, ingressou nos quadros da RTP como assistente de realização, tendo em 1995 passado a exercer as funções de produtor. Ao longo da sua carreira na RTP, tem sido responsável pela produção de vários tipos de programas de televisão, abrangendo diversas áreas onde se incluem a ficção e o documentário, bem como espetáculos musicais, desporto e entretenimento.

  • Thomas Mendonça

    Artista Plástico / França

    Thomas Mendonça (1991, França), artista plástico licenciado pela ESAD.Cr, trabalha e reside em Lisboa. Dos seus projetos curatoriais destacam-se o Ciclo "4 MESES 400 ANOS" (Primeiros Sintomas), a exposição "PAU DURO CORAÇÃO MOLE" (Galeria FOCO) e mais recentemente a programação das exposições para o Teatro Taborda. Das que participou, salientam-se as exposições "Poríferos Preciosos" (Museu Geológico e Museu Nacional de História Natural e da Ciência) e "Género na Arte: Corpo, sexualidade, identidade, resistência" (MNAC). Os seus focos de interesse distribuem-se entre melodramas sentimentais, a cultura pós-pop e a beleza da singularidade icónica no geral.

  • Tiago Alves

    Radialista & Jornalista / Portugal

    Tiago Alves é radialista, jornalista, divulgador e programador de cinema desde 1995. Na rádio TSF, manteve no ar, durante 8 temporadas, o magazine CINEMANIA; na Antena 1, coordena e apresenta o CINEMAX, difundido desde 2005, que é também um programa televisivo com sessões regulares de curtas-metragens, na RTP2. Desde 1999 que escreve regularmente sobre cinema em publicações como a revista Visão, o diário Jornal de Notícias, e a revista digital Metropolis. Atualmente é programador do Shortcutz Ovar. Gosta de acreditar que o cinema é maior do que a vida, mas espera sempre que a realidade consiga ser mais surpreendente.

  • Victor dos Reis

    Professor / Angola

    Victor dos Reis nasceu em Luanda, em 1965. É Presidente da Faculdade de Belas-Artes da Universidade de Lisboa, onde é professor no Departamento de Arte Multimédia e investigador do CIEBA. Licenciado em Artes Plásticas - Pintura pela ESBAL (1990), doutorado e pós-doutorado em Teoria da Imagem pela Universidade de Lisboa (2017 e 2018). É autor de livros e catálogos de exposições, capítulos de livros, artigos, comunicações e cursos no âmbito dos seus domínios de investigação. Coautor dos atuais programas das disciplinas de Desenho do Ensino Secundário. Curador de diversas exposições, em espaços como o MNAC - Museu do Chiado, Museu Carlos Machado, em Ponta Delgada ou SNBA.

Invitee

  • Alexander Geist

    Artista / Alemanha

    Após ter viajado com os seus shows por palcos do mundo inteiro, o ícone disco-soul, convertido em figura de culto da cena underground europeia, chega ao Porto para nos demonstrar porque é considerado “Berlin’s daring darling” (como escreveu a ExBerliner) ou “a genre pushing queer act” (segundo The Quietus).

  • Ana Galizia

    Realizadora / Brasil

    Ana Galizia (Brasil) estudou Cinema pela Universidade Federal Fluminense. Tem colaborado como diretora de fotografia em várias curtas-metragens. Inconfissões é seu primeiro projeto como diretora e roteirista e teve sua estreia internacional no 49th Visions du Réel (Suíça).

  • Anča Jesenská

    Designer de Som / República Checa

    Anča Jesenská é designer de som no filme Days Off, que compete na Seção In My Shorts. 

  • André Santos

    Realizador / Portugal

    André Santos (Portugal, 1984) e Marco Leão (Portugal, 1984) iniciaram a sua colaboração de longa data em 2008. Para além do seu trabalho enquanto realizadores, André é também diretor de fotografia e Marco diretor de som. Self Destructive Boys é a sua mais recente curta-metragem.

  • Carolina Markowicz

    Realizadora / Brasil

    Carolina Markowicz (São Paulo, 1982) é uma argumentista e realizadora responsável por cinco curtas-metragens. Já participou em festivais de cinema como Toronto, Cannes e Berlinale. Está atualmente a angariar financiamento para a sua primeira longa-metragem, When My Life Was My Life.

  • Clara Stern

    Realizadora / Áustria

    Clara Stern (Áustria, 1987) é uma argumentista, realizadora e moderadora / apresentadora. Possui um mestrado em Teatro, Cinema e Ciências Media pela Universidade de Viena, e um bacharelato em Argumento e Realização.

  • Dandara de Morais

    Atriz / Brasil

    Dandara de Morais é atriz em Superpina, filme de Jean Santos que compete este ano no Queer Art.

  • Dennis Cooper

    Realizador / EUA

    Dennis Cooper (1953, EUA) é autor de onze novelas, bem como inúmeros livros de poesia e não-ficção. Tem trabalhado com Farley em algumas colaborações contínuas.

  • Djin Sganzerla

    Atriz / Brasil

    Filha do conceituado realizador brasileiro Rogério Sganzerla, Djin Sganzerla é 'a moça do calendário' no filme do mesmo título com o qual Helena Ignez compite este ano na Seção Queer Art.

  • Érica Rocha

    DOP / Brasil

    Érica Rocha é DOP em Superpina, filme de Jean Santos que compete este ano no Queer Art.

  • Filipe Matzembacher

    Realizador / Brasil

    Filipe Matzembacher (Brasil, 1988) estudou cinema na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo e é cofundador da produtora Avante Filmes junto de Marcio Reolon. Este ano eles compitem pelo Prémio ao Melhor Filme com Tinta Bruta.

  • Francisco Mira Godinho

    Produtor / Portugal

    Francisco Mira Godinho é produtor do filme Anjo, de Miguel Nunes, que será apresentado este ano no Queer Lisboa 22 dentro da Seção Panorama.

  • Frida Mårtensson

    Produtora / Suécia

    Frida Mårtensson é produtora do filme de Jerry Carlsson Shadow Animals, que compite este ano pelo Prémio à Melhor Curta-metragem.

  • Gabriel Abrantes

    Realizador / EUA

    Gabriel Abrantes (EUA, 1984) estudou na Cooper Union, em Nova Iorque, e também em Paris, na Ecole National des Beaux-Arts e em Le Fresnoy Studio National des Arts Contemporains. Os seus filmes já passaram nos festivais de Berlim, Toronto e Locarno, e teve trabalhos expostos no Palais de Tokyo, Centre Pompidou, Bienal de São Paulo ou Museu de Serralves. Vive e trabalha em Lisboa. Diamantino é a sua mais recente longa-metragem.

  • Helena Ignez

    Realizadora / Brasil

    Helena Ignez (Brasil) é uma atriz e realizadora com mais de cinquenta anos de carreira em produção nos vários campos das artes cénicas e cinematográficas.

  • Jean Santos

    Realizador / Brasil

    Jean Santos é cineasta, guionista, videasta e educador pela arte. Tem formação em Rádio TV e Internet (UFPE), Medias e Mediação Cultural (Université Blaise Pascal, França) e Design Gráfico (IFPE), e é produtor executivo de TV e medias digitais na TV Brasil. Apresenta Superpina no Queer Art.

  • Jerry Carlsson

    Realizador / Suécia

    Jerry Carlsson (Suécia, 1987) é realizador e produtor com um bacharelato em Cinema Independente. Terminou os seus estudos em 2015 e no mesmo ano fundou a produtora Verket Produktion. Shadow Animals é a sua mais recente curta-metragem.

  • Jordan Schiele

    Realizador / EUA

    Jordan Schiele (Nova Iorque) começou a trabalhar em sets de rodagem na China e estudou Cinema em Singapura. As suas curtas-metragens e anúncios têm sido exibidos em festivais como Cannes, Locarno e Tribeca. Atualmente vive em Pequim. The Silk and The Flame é a sua estreia documental.

  • Jorge Jácome

    Realizador / Portugal

    Jorge Jácome (Portugal, 1988) é formado em cinema pela ESTC na área de Realização e Montagem. O seu trabalho assenta num processo fortemente intuitivo e sensorial resultando num cinema feito de derivas narrativas, relações improváveis e de encontros inusitados. Flores é a sua mais recente curta-metragem.

  • José Magro

    Realizador / Portugal

    José Magro tem trabalhado como Diretor de Fotografia e Produtor para realizadores de renome como Manoel de Oliveira, João Pedro Rodrigues e Miguel Gonçalves Mendes. Os seus filmes foram exibidos em festivais de cinema na Irlanda, França, Suíça, Finlândia e China. Como realizador, José conta já com quatro curtas-metragens.

  • Ken Rischard

    Técnico de Som / Áustria

    Ken Rishcard é técnico de som no filme de Clara Stern, Mathias (competição In My Shorts).

  • Marcio Reolon

    Realizador / Brasil

    Marcio Reolon** (Brasil, 1984) estudou cinema na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo e é cofundador da produtora Avante Filmes junto do Filipe Matzembacher. Este ano eles competem pelo Prémio ao Melhor Filme com Tinta Bruta.

  • Marco Leão

    Realizador / Portugal

    Marco Leão (Portugal, 1984) e André Santos (Portugal, 1984) iniciaram a sua colaboração de longa data em 2008. Para além do seu trabalho enquanto realizadores, André é também diretor de fotografia e Marco diretor de som. Self Destructive Boys é a sua mais recente curta-metragem.

  • María Vera

    Distribuidora / Brasil

    María Vera trabalha na produtora e distribuidora Kino Rebelde. Colaborou na montagem do filme La Flaca, de Adriana Barbosa e Thiago Zanato, filme que compete pelo Prémio à Melhor Curta-metragem e o qual representa também como distribuidora.

  • Mariana Fortes

    Atriz / Brasil

    Mariana Fortes é atriz em Superpina, filme de Jean Santos que compete este ano no Queer Art.

  • Martín Rodríguez Redondo

    Realizador / Argentina

    Martín Rodríguez Redondo (Buenos Aires, 1979) é formado pelo Centro de Investigação Cinematográfica de Buenos Aires. Produziu os documentários Kosice Hidroespacial, de Gabriel Saie, e Barrio Modelo, de Mara Pescio. Marilyn é a sua primeira longa-metragem.

  • Matthias Müller

    Realizador / Alemanha

    Matthias Müller (Alemanha, 1961) é um artista que trabalha em cinema, vídeo e fotografia. Estudou Artes e Literatura Alemã na Universidade de Bielefeld e Belas Artes na HBK Braunschweig. Desde 2003, é professor de cinema experimental na Academy of Media Arts de Colónia. Serão dois os filmes de Matthias Müller programados nesta edição do Queer Lisboa: Pensão Globo e Aus der Ferne - The Memo Book.

  • Mauro Soares

    Ator / Portugal

    Mauro Soares é um dos atores protagonistas do filme Hello Cinta Pertamaku, Câmbio e Desligo, de Daniel Donato, que compete este ano pelo Prémio ao Melhor Filme da Competição "In My Shorts" de Filmes de Escola Europeus do Queer Lisboa 22.

  • Michael Woodbridge

    Cantor / Austrália

    MIKEY. é um cantor e performer australiano radicado em Berlim que, pela sua música e icónicas roupagens noturnas, tem ganho um lugar no coração de multidões de fãs. A sua arrebatadora abordagem de género e da sexualidade através da música invoca a conexões "beyond identity, beyond body and beyond fear". A festa de encerramento do Queer Lisboa 22 estará a seu cargo, com uma noite que promete conquistar tudo e todos.

  • Mònica Rovira

    Realizadora / Espanha

    Mònica Rovira (Osona, Catalunha, 1978) estudou Comunicação Audiovisual, Documentário Criativo e Realização. Explorou a relação entre o free jazz e o gesto cinematográfico, e pesquisa intensamente os limites da linguagem cinematográfica através dos seus filmes. Ver a una Mujer é a sua estreia na realização documental.

  • Nicoletta Nesler

    Realizadora / Itália

    Nicoletta Nesler (Itália, 1958) e Marilisa Piga (Itália, 1950), iniciaram trabalho conjunto em 1991; realizaram uma série documental sobre pessoas com deficiência e colaboraram em programas da RAI TV e em muitas outras curtas-metragens e documentários. Lunàdigas é o seu mais recente documentário.

  • Ricardo Vieira Lisboa

    Realizador / Portugal

    Ricardo Vieira Lisboa (Lisboa, 1991) é licenciado e mestre em Matemática Aplicada e Computação e também mestre em Cinema na área de Realização e Dramaturgia. É programador do festival IndieLisboa, curador ocasional da Fundação Calouste Gulbenkian, e crítico de cinema no site À Pala de Walsh, que cofundou e coedita. Os Motivos de Reinaldo é a sua mais recente curta-metragem.

  • Rogério Mesquita

    Produtor / Brasil

    Rogério Mesquita é um dos produtores de Inferninho, filme que compete este ano pelo Prémio ao Melhor Filme na Secção Queer Art.

  • Samuel Auer

    Realizador / Alemanha

    Samuel Auer (Alemanha, 1986) estudou Comunicação e História na Universidade de Erfurt e estuda Cinema desde 2012 na Academia Alemã de Cinema e Televisão, em Berlim. O seu filme Night Owls estará em competição na secção In My Shorts.

  • Stefania Régis

    Produtora / Brasil

    Stefania Régis é produtora do Superpina, filme de Jean Santos que compete este ano no Queer Art.

  • Susi Monzali

    Produtora / Itália

    Susi Monzali é produtora do filme Lunàdigas, que compete este ano pelo Prémio ao Melhor Documentário.

  • Thomas Hakim

    Realizador / França

    Thomas Hakim (Marselha, 1987) estudou gestão em Paris e cinema na Córsega. Trabalhou como diretor de produção para várias curtas-metragens, primeiro na Les Films d'Argile e hoje na sua própria empresa, a Petit Chaos, criada em 2018. Compite este ano pelo Prémio à Melhor Curta-metragem com En Attendant.

  • Vsevolod Galkin

    Ator / Rússia

    Vsevold Galkin é um dos atores de It, filme presente este ano na Competição para Melhor Curta-metragem.

  • Yuri Yamamoto

    Ator / Brasil

    Figurinista, dramaturgo, diretor teatral, ator e cenógrafo, o cearense Yuri Yamamoto é Deusimar em Inferninho, filme que compete este ano pelo Prémio ao Melhor Filme na Secção Queer Art.

  • Zac Farley

    Realizador / EUA

    Zac Farley estudou Belas Artes na Califórnia. Vive em Paris e trabalha principalmente em cinema, vídeo e instalação.